A demanda pelo transporte aéreo doméstico de passageiros (passageiros-quilômetros pagos transportados – RPK) aumentou 1,14% em março, ante igual mês do ano passado, informou nesta quarta-feira, 17, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Segundo a agência, esse foi o maior nível de demanda doméstica para o período desde o início da série histórica. Apesar do aumento no mês passado, no acumulado do primeiro trimestre a demanda teve queda de 1,19% em relação ao mesmo período de 2012.

Já a oferta doméstica (assentos-quilômetros oferecidos – ASK) foi reduzida em 5,97% em março, ante igual período de 2012, seguindo a tendência verificada desde setembro. No acumulado de janeiro a março a queda na oferta é de 7,78%.

Avianca e Azul mais uma vez se destacaram com as maiores taxas de crescimento da demanda em março, com índices de 30,37% e 29%, respectivamente. A Gol também registrou crescimento, de 6,34%, e o Grupo TAM, que reúne as operações das empresas TAM Linhas Aéreas e Pantanal Linhas Aéreas, apresentou alta de 3,76% no mesmo período, se comparado com o ano anterior.

Em relação à participação, TAM segue na liderança do mercado doméstico, com participação (em RPK) de 39,26%. A rival Gol ficou com 36,19%. Os dados acumulados do primeiro trimestre de 2013 mostram que a participação das duas empresas alcançou 76,07%: 41,26% para TAM e 34,81% para a Gol.

Com o aumento da demanda e a redução da oferta, a taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos de passageiros alcançou 71,33% em março, acima dos 66,32% verificados em março de 2012. “Essa é a melhor taxa de aproveitamento doméstico para o mês de março desde o início da série, em 2000”, salientou a Anac. No primeiro trimestre, o aproveitamento doméstico alcançou 74,42% ante 69,46% de igual período do ano passado.