O déficit em conta corrente dos EUA subiu para US$ 100,26 bilhões no terceiro trimestre deste ano, segundo divulgou nesta quarta-feira o Departamento do Comércio. O número é maior que o déficit do segundo trimestre, que foi revisado para baixo, a US$ 98,42 bilhões, de uma leitura original de US$ 98,51 bilhões.

Analistas consultados pela Dow Jones esperavam um déficit ligeiramente menor no período entre julho e setembro, de US$ 100,1 bilhões. O aumento do déficit está relacionado a uma queda nos pagamentos recebidos pelo governo dos EUA feitos por entidades internacionais. Essas transações incluíram o pagamento de uma quantidade pouco usual de multas no segundo trimestre, o que ajudou a diminuir o déficit verificado entre abril e junho, na comparação com o 1º trimestre.

A manutenção do déficit em conta corrente exige que os EUA atraiam grandes montantes de financiamento do exterior, inclusive da China, para o dólar não perder seu valor. Fonte: Dow Jones Newswires.