O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, considerou a decisão da agência de classificação de risco Moody’s de rebaixar a dívida soberana do país para o grau de investimento especulativo (junk) como injustificada e contraditória, já que a própria agência considera a falência do país pouco provável.

“A ação foi injustificada especialmente considerando que eles mesmos admitem que a possibilidade de falência da Grécia não é alta e que a dívida foi cortada em 40%, o que é um grande avanço comparado a 2009”, afirmou Papandreou em um comunicado à reunião de gabinete. Ele destacou que há uma força-tarefa da União Europeia investigando reformas das agências de classificação de risco e “a maneira como elas estão em posição para (manipular ou controlar) acontecimentos”.

Ontem, a Moody’s cortou em quatro níveis o rating dos bônus do governo da Grécia para Ba1, de A3, alegando que havia incerteza “considerável” em relação a quando e como as medidas adotadas pelo país afetarão o crescimento econômico.

“Precisamos continuar a implementar nosso programa para que tenhamos certeza de que podemos prover aos cidadãos gregos um senso de segurança e perspectiva e para que não se sintam constantemente sob pressão, rodeados por rumores de que vão perder dinheiro, perder o euro como moeda nacional e que vão sair da União Europeia,” afirmou o primeiro-ministro grego.

Papandreou ressaltou que o governo está dentro das metas estabelecidas pelo pacote de ajuda de 110 bilhões de euros provido pela UE e o Fundo Monetário Internacional. “Depois de oito meses de nosso governo, a UE, o FMI e os mercados reconheceram que estamos dentro de nossas metas”, afirmou.

Esta semana, a delegação do FMI e a UE estão visitando Atenas para avaliar o processo de execução e de reforma do orçamento sob o memorando assinado para apoiar o pacote. As entidades não fizeram nenhum comentário oficial sobre o progresso da Grécia até agora, então os comentários de Papandreou oferecem alguns elementos a suas conclusões iniciais.

“Nossa prioridade hoje é avançar tanto no modo qualitativo como quantitativo (para nossa agenda de reforma legislativa), acrescentou o primeiro-ministro. As informações são da Dow Jones.