Nos primeiros seis meses de 2010 Curitiba gerou 24.763 empregos formais, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. Foi o maior saldo e a maior variação de emprego em Curitiba em 10 anos, de acordo com a série histórica do Caged, iniciada em 2000.

No mês de junho, foram criados 2.233 empregos formais. O saldo é resultado da contratação de 33.003 trabalhadores e do desligamento de 30.770. Curitiba foi a nona capital com maior variação de emprego e a oitava com maior saldo de vagas no mês de junho. Com o resultado de junho, a capital chegou ao estoque total de 649.645 trabalhadores com carteira assinada.

O saldo de 2.233 empregos formais em junho é 76% superior ao apresentado no mesmo mês de 2009. Naquele período foram criados 1.267 empregos. Os setores de serviços e indústria tiveram o melhor desempenho na geração de vagas formais no mês passado. Juntos criaram 1.696 empregos, o que equivale 76% do total de novos postos na capital.

A criação de 2.233 postos representou um aumento de 0,3% sobre o número de trabalhadores existentes em maio. No Paraná foram criadas 10.446 vagas em junho, variação de 0,5% no estoque de trabalhadores. A Região Metropolitana de Curitiba criou 3.591 novos empregos no mês passado, variação de 0,4% em relação ao estoque do mês anterior.