O número de vagas de emprego formal em Curitiba voltou a crescer em fevereiro, com a criação de 3.639 vagas no município, o que representa aumento de 0,6% em relação a janeiro passado. Com as novas vagas Curitiba alcança um estoque de 631.773 trabalhadores com carteira de trabalho assinada.

Este foi o melhor saldo positivo de empregos para o mês de fevereiro na capital paranaense desde 2000 e representa um desempenho cinco vezes superior a fevereiro de 2009, quando foram criadas 721 vagas de emprego formal no município, um dos períodos mais intensos da crise financeira mundial. “Tudo aponta para que tenhamos um excelente ano para o emprego em Curitiba. Por isso estamos correndo contra o tempo para capacitar jovens para ocupar estas vagas que serão abertas”, afirma o secretário do Trabalho e Emprego, Jorge Bernardi.

As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, e foram analisadas pelo Observatório do Trabalho, convêni entre a prefeitura de Curitiba e o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

Nos dois primeiros meses do ano de 2010, o saldo do emprego em Curitiba foi de 6.891 novos postos de trabalho, o que corresponde a uma variação de 1,1% sobre o estoque do emprego em 31 de dezembro de 2009 no município.

Os destaques foram os setores de atividades de serviços e construção civil, que juntos acumularam saldo positivo de 3.013 novos postos formais. Na construção civil o aumento foi de 1,1% em fevereiro de 2010, com 401 novos postos de trabalho.