Foto: Arquivo

Juraci Barbosa Sobrinho.

Das 100 maiores empresas brasileiras, 38 estão instaladas em Curitiba ou na região metropolitana. O ranking foi divulgado pela revista América Economia, edição Brasil, de julho de 2007. As empresas brasileiras também são destaque do ranking das 500 maiores empresas da América Latina, dominando tanto em quantidade de empresas (207 de 500), como em proporção das vendas (38,6%). Das 500 maiores empresas latino-americanas, 63 estão na Grande Curitiba, totalizando um percentual de 12,6%.

Juraci Barbosa Sobrinho, presidente da Companhia de Desenvolvimento de Curitiba, empresa responsável pela política de desenvolvimento econômico do município, diz que o resultado da pesquisa mostra que Curitiba vem se destacando como um novo destino para investimentos no Brasil, fora do eixo Rio de Janeiro e São Paulo.

?Estamos recebendo um número cada vez maior de empresas nacionais e estrangeiras, o que mostra o bom momento vivido pelo município. Isso é reflexo da política de atração de novos investimentos, da infra-estrutura existente na cidade e também da qualidade da mão-de-obra formada por mais de 50 instituições de ensino superior?, diz.

Juraci afirma que a infra-estrutura de Curitiba é um atrativo, principalmente para as empresas que atuam nas áreas de tecnologia da informação (TI) e telecomunicações. Segundo ele, ?Curitiba possui grandes e especializadas empresas, que oferecem serviços de alta tecnologia em armazenamento, transmissão e recepção de dados, que permitem a conexão mundial das empresas e da comunidade.?

Entre as facilidades oferecidas por Curitiba estão supervias digitais (backbones), satélites, rádiobases, Wifi (internet sem-fio) e ADSL (internet com sistema de banda larga), além de toda a infra-estrutura logística, como rodovias, aeroportos e a proximidade com os Portos de Paranaguá e Antonina, no Paraná, e Itajaí e São Francisco, em Santa Catarina.

Ranking

Entre as 100 maiores empresas brasileiras instaladas em Curitiba e região estão a Petrobras – Refinaria de Petróleo (número 1 no ranking das 100 maiores brasileiras e n.º 3 no ranking das 500 maiores da América Latina); Grupo Votorantim (n.º 4 no ranking nacional e 16.º no ranking latino-americano); Gerdau (n.º 7 no ranking nacional); Ambev (12.ª no ranking nacional); além de Esso, Sadia, Copel, Robert Bosch e Siemens Brasil. As empresas trabalham no refinamento de petróleo; produção de bebidas, automóveis, cimento, mas a maioria possui na capital paranaense setores administrativos e lojas.

No ranking da revista América Economia foram pesquisadas empresas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

A pesquisa destaca as maiores empresas por setor, rentabilidade, número de empregados e variação patrimonial. A Petrobras – Refinaria de Petróleo, que ocupa a primeira colocação no ranking das 100 maiores do Brasil e a terceira na América Latina e que está presente na Grande Curitiba, atingiu, em 2006, cerca de R$ 150 milhões em vendas, com um aumento de 26,8% em relação a 2005.