O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, defendeu nesta terça-feira (29) a alta de juros promovida pelo Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central. Segundo ele, a aceleração inflacionária, que está se refletindo também nas expectativas do mercado, que já projeta inflação acima de 4,5%, justifica o movimento de elevação de juros básicos.

O BC está fazendo o papel fundamental de manter a inflação sob controle, o que é fundamental para o crescimento e para a inclusão", disse. Ele afirmou ainda que a ação do Banco Central visa corrigir excessos e não provocar uma descontinuidade do crescimento. Segundo ele, o governo continua projetando a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 5% e está trabalhando por meio da política industrial, para estimular investimentos e exportações.

"O objetivo é continuar crescendo sem inflação", disse. Ele participa de audiência pública para discutir o projeto de lei de Diretrizes Orçamentárias na Comissão Mista de Orçamento.