Alberto Melnechuky
Alberto Melnechuky

O índice geral de crescimento no consumo de gás natural no Paraná foi cerca de 9%.

O consumo de gás natural no Paraná cresceu 8,98% em 2007 em relação a 2006, segundo levantamento da Companhia Paranaense de Gás (Compagas), responsável pela distribuição do combustível no Estado. ?O número confirma nossa previsão de crescimento. Todos os segmentos de mercado tiveram um grande impulso, o que nos dá segurança em afirmar que, em 2008, atingiremos a meta de aumentar mais de 11% em relação ao ano passado?, diz o presidente da distribuidora, Luiz Carlos Meinert.

No Paraná, o segmento que liderou o crescimento do consumo de gás natural em 2007 foi o residencial, com 33,24%, seguido do comercial com 19,89%, matéria-prima com 17,24%, veicular com 13,48%, industrial com 9,89%. O segmento de cogeração permaneceu estável, com índice de ? 0,2%.

Como comparação, as vendas industriais no estado, segundo a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), acumularam em 2007 alta de 11%. Para 2008, o PIB paranaense deverá ficar acima do previsto para o Brasil, para pouco acima de 5%.

O índice geral de crescimento no consumo de gás natural no Paraná foi cerca de 9%. O estado superou a média nacional no aumento no segmento veicular ? enquanto o crescimento no Brasil foi de 12%, no Paraná o índice chegou a 13,48%. No Brasil, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Natural (Abegás), o segmento automotivo liderou a expansão do mercado do Gás Natural. No segmento industrial, o crescimento foi de 4% e, no segmento comercial, de 5,5%.

Na previsão orçamentária da Compagas para 2008, o crescimento médio dos volumes está previsto em 11,63% em relação ao realizado em 2007, percentual que será impactado diretamente pelo aumento de consumo de clientes industriais, como a Incepa (Campo Largo), Peróxidos do Brasil (Curitiba), Gerdau (Curitiba), Renault (São José dos Pinhais) e o inicio de operação dos ramais Ponta Grossa II e São José dos Pinhais II, com o aumento de novas áreas de atendimento do Gás Natural Veicular.