Brasília – O Banco Central confirmou que foram identificadas irregularidades nas transações financeiras de seis empresas e subsidiárias brasileiras ligadas à Parmalat. Segundo a assessoria de imprensa do BC, não é possível ainda confirmar se houve fraude, mas pode ter havido indícios de omissão de informações, remessas ilegais de recursos para o exterior ou ainda a emissão de declarações falsas em operações efetuadas em 2000.

Entre as empresas que apresentaram irregularidades no período estão a International Trade Corporation (ITC) do Brasil, Carital Brasil, ISII Empreendimentos e Participações Ltda, Parmalat Brasil SA, Indústria de Alimentos e Gelateria Parmalat.

No ano passado, os dados já haviam sido avaliados pelo Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN) para verificar a necessidade de cobrança de multas por parte do Banco Central. Atualmente, a mesma questão ainda está sendo analisada pelo Ministério Público de São Paulo.