A área de plantio na safra de grãos 2011/12 deve ser de 50,48 milhões a 51,41 milhões de hectares, o que representa aumento de 1,1% a 3% em comparação com o período anterior. Os dados fazem parte do segundo levantamento de intenção de plantio, divulgado hoje pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na safra 2010/11, foram cultivados 49,92 milhões de hectares.

O aumento na área de plantio está relacionado principalmente ao milho 1ª safra, que deve ter um crescimento entre 7,8% e 10,3%, e a soja que pode chegar a um incremento entre 0,9% e 3%.

Apesar do crescimento em área, a estatal estima que o País vai colher menos grãos em 2011/12, considerando que, “por tratar-se dos primeiros levantamentos da safra brasileira 2011/12, muitos fatores de produção podem influenciar tanto no aumento, como na diminuição da safra”. A colheita está projetada entre 157,20 milhões e 160,52 milhões de toneladas, dentro do intervalo de menos 3,5% e menos 1,5%, comparada com a safra anterior, quando foram colhidas 162,955 milhões de toneladas. “Os dados serão consolidados, à medida que estes fatores, como o clima, forem perdendo a interferência na produção, no decorrer dos próximos levantamentos”, informa a Conab em comunicado.

A região centro-sul responde por 88% da produção nacional de grãos, composta por: Região Sul 45,5%, Região Centro-Oeste 41,5% e a Região Sudeste 12,9%.

A pesquisa foi realizada por cerca de 60 técnicos, entre os dias 17 e 22 de outubro, após visita a órgãos públicos e privados ligados à produção agrícola em todos os Estados produtores.