A Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada na manhã de hoje, mostra que a atividade nas fábricas continuou em recuperação durante o quarto trimestre de 2009. O índice que mede a evolução da produção subiu de 56,6 pontos no terceiro trimestre para 58,1 pontos no quarto trimestre. A pesquisa usa uma escala de zero a 100, na qual valores superiores a 50 indicam crescimento.

Além disso, a pesquisa constatou que, no quarto trimestre do ano passado, a indústria brasileira operava, em média, a 77% de sua capacidade instalada ante os 73% do trimestre anterior. Apesar da evolução, a CNI ressalta que o índice ainda não alcançou os 80% do quarto trimestre de 2007.

Segundo a Sondagem, o índice que mede a expectativa para a demanda evoluiu dos 59,9 pontos do terceiro trimestre de 2009 para 62,9 pontos no último trimestre do ano passado. A expectativa para exportações – gravemente atingida pela crise econômica – subiu de 45,4 pontos no terceiro trimestre para 47,8 pontos no quarto trimestre. Apesar da evolução, o índice continua abaixo dos 50 pontos, ou seja, ainda não atingiu patamar que indique crescimento.

Já o índice que mede número de empregos na indústria subiu de 53,6 pontos no terceiro trimestre para 55,1 no quarto trimestre de 2009. Outro indicador, o que mede a expectativa de compras de matérias-primas, subiu de 57,9 pontos para 59,8 pontos no mesmo período de comparação.