As vendas no varejo registraram crescimento de 6,61% em julho ante igual mês de 2010, mas caíram 1,13% na comparação com junho. Os dados foram divulgados hoje pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O levantamento é realizado em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) por meio do número de consultas feitas pelos comerciantes no caso de vendas com cheque ou a prazo. De acordo com as entidades, a queda ante junho se deve a forte base de comparação, uma vez que naquele mês há a comemoração do Dia dos Namorados.

No ano até julho, as vendas do setor registraram um incremento de 5,22% ante igual período de 2010. Para a CNDL, o resultado reflete o aquecimento do mercado de trabalho e a expansão da massa salarial, além do aumento dos empréstimos destinados à pessoa física nos últimos meses.

Inadimplência

A inadimplência do setor subiu 8,55% no mês passado na comparação com julho de 2010. De acordo com o SPC, esta foi a sexta elevação consecutiva, o que sugere cautela ainda maior por parte dos lojistas e consumidores para o restante do ano. A entidade salientou que há expectativa de encarecimento do crédito em função da alta dos juros e do persistente cenário inflacionário. Este quadro, conforme a CNDL, contribui para a redução do poder de compra e o aprofundamento da inadimplência do consumidor.

Em julho, porém, foi registrada uma retração de 0,91% da inadimplência na comparação com o mês anterior. Apesar disso, no acumulado do ano até o mês passado, a inadimplência no varejo registra alta de 4,91%.