Menos de uma semana após projetar um crescimento de 5,9% para as vendas no varejo em 2014, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revisou para baixo sua previsão. Hoje, a Confederação informou que espera avanço “ao redor de 5%” neste ano.

A primeira projeção havia sido divulgada em 13 de fevereiro, logo após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgar os dados consolidados de 2013. No ano passado, as vendas aumentaram 4,3%, o pior resultado desde 2003, quando houve queda de 3,7%.

Mais cedo, a CNC divulgou o índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), que recuou 0,9% em fevereiro ante janeiro. Segundo o economista da CNC Bruno Fernandes, o resultado foi um fator a mais de influência para a revisão. “Esperamos um cenário de crédito não tão favorável neste ano, além de uma moderação no consumo. O resultado do ICF influenciou (a revisão), mas também observamos esse cenário”, disse.