Uma comitiva formada por 11 chineses da província de Zhejiang foi recebida em Ponta Grossa pelo vice-governador e secretário da Agricultura, Orlando Pessuti. Os chineses vieram ao Paraná com o objetivo de se aproximar de alguns setores da agropecuária, entre eles da pecuária de corte e de leite, do bicho-da-seda e de algumas variedades de grãos.

O Paraná é o quarto maior produtor de leite e ocupa a sétima posição na pecuária de corte. Hoje o Estado é responsável pela produção de 2,5 bilhões de litros leite/ano, e 600 mil toneladas de carne bovina, com um rebanho em torno de 10,5 milhões de cabeças.

Pessuti explicou aos chineses que o Estado se destaca por possuir uma pecuária de corte relativamente desenvolvida, com rebanhos de alto nível genético e pelo grande número de produtores conscientizados em empregar tecnologia e preocupados com a sanidade e a rentabilidade do rebanho.

O encontro com a comitiva aconteceu no pavilhão da Efapi – Exposição Feira Agropecuária e Industrial de Ponta Grossa, onde estiveram presentes também representantes da Ocepar, da Faep e da Sociedade Rural dos Campos Gerais.

O secretário aproveitou a ocasião para falar sobre o desempenho da agropecuária paranaense, e mostrar os números do PIB (Produto Interno Bruto) e VBP (Valor Bruto de Produção) . Mostrou ainda onde se concentram as grandes bacias leiteiras do Estado, e um panorama geral da produção de grãos.

Os chineses gostaram da apresentação. Eles disseram que a visita ao Paraná superou as expectativas e mostraram interesse em estreitar ainda mais as relações comerciais com o Paraná.

Depois de conhecerem um pouco mais sobre o agronegócio do Estado, eles participaram da abertura oficial da Feira ao lado do governador Roberto Requião, que aproveitou para fazer uma análise comparativa entre custo de produção de soja convencional e de soja transgênica.