O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) injetou 100 bilhões de yuans em dezembro para apoiar as empresas e o setor agrícola, informou a própria instituição em comunicado nesta segunda-feira.

A taxa de juros para os empréstimos da linha de crédito de médio prazo (MLF, na sigla em inglês) ficou em 3,25%, informou o PBoC em seu site. O banco central informou que recuperou 130 bilhões de yuans em empréstimos da MLF que haviam vencido. Além disso, os empréstimos da MLF em circulação estavam em 665,8 bilhões de yuans.

O PBoC disse que não conduziu empréstimos suplementares prometidos para dezembro. Esses empréstimos suplementares em circulação ficaram em 1,081 trilhão de yuans no mês indicado.

A China conduziu um total de 135 milhões de yuans em operações em seu instrumento de empréstimo permanente no overnight em dezembro, com uma taxa de juros de 2,75%, informou o PBoC em outro comunicado. A instituição acrescentou que o empréstimo teve um papel como um teto para o chamado “corredor da taxa de juros”, o mais recente esforço do banco central para tornar o sistema financeiro mais orientado pelo mercado. Para evitar muita volatilidade na nova taxa de referência, o PBoC pretende colocar um teto e um piso – juntos formando o corredor – para a taxa de juros. Fonte: Dow Jones Newswires.