O preço médio da cesta básica paulistana subiu 2,22% em novembro ante outubro, mostra pesquisa feita pela Fundação Procon-SP, em convênio com Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo o levantamento, o valor médio do conjunto de itens pesquisados passou de R$ 399,26, em 31 de outubro, para R$ 408,11, em 28 de novembro.

Com o resultado, a cesta paulistana acumula avanços de 6,81% no ano e de 8,28% em 12 meses. Todos os três grandes grupos pesquisados tiveram alta no mês. A maior delas foi registrada em alimentação (2,6%), seguida por limpeza (0,95%) e higiene pessoal (0,27%). Dos 31 produtos pesquisados na variação mensal, 14 apresentaram alta, 14 diminuíram de preço e três permaneceram estáveis.

De 3 a 28 de novembro, os produtos cujos preços mais subiram foram: batata (54,66%); cebola (8,88%); carne de primeira (5,11%); papel higiênico fino branco (4,42%) e arroz (3,66%). Já as maiores quedas foram registradas em ovos brancos (-5,90%); alho (-5,86%); salsicha avulsa (-5,48%); desodorante spray (-3,77%) e farinha de mandioca torrada (-2,74%).