O presidente do Conselho de Administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), Luiz Barata, informou nesta quinta-feira, 3, que as distribuidoras terão de pagar R$ 1,9 bilhão pela energia adquirida no mercado de curto prazo dos geradores. O valor se refere às despesas para o mês de maio. Segundo ele, o prazo para apresentação de garantias desse pagamento vence no dia 8 de julho, e o pagamento efetivo deve ser feito nos 10 e 11 de julho.

Barata admitiu que as distribuidoras estão preocupadas, uma vez que o empréstimo de R$ 11,2 bilhões intermediado pela CCEE com os bancos já acabou. As companhias alegam não ter caixa para fazer frente a essas despesas.

Reportagem publicada pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, nesta semana informa que o governo começou a negociar com os bancos uma nova tranche do empréstimo.