A Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) divulgou nesta sexta-feira, 9, que a potência instalada de projetos eólicos no Brasil atingiu 6.000 MW (6 GW) na primeira semana desde ano. A marca foi alcançada após a entrada em operação em teste de quatro novos parques eólicos localizados no Estado da Bahia. Com isso, o parque eólico brasileiro passa a ser formado por 241 usinas, distribuídas em 11 Estados.

O segmento, que segundo a ABEEólica já responde por 4,5% de participação na matriz elétrica brasileira, dobrou de tamanho desde o final de 2012 e deve continuar crescendo nos próximos anos. “Nossa expectativa é que sejam contratados e instalados no mínimo 2 GW de potência eólica a cada ano”, destacou em nota a presidente executiva da entidade, Elbia Silva Gannoum.

A associação acredita que, até 2023, a capacidade instalada do setor alcançará 25,6 GW, estimativa mais otimista do que a do próprio governo federal, para quem o setor eólico deve atingir 22,4 GW de potência instalada em 2023.