O ex-primeiro ministro e ex-presidente do Banco Central da República Checa Josef Tosovsky é oficialmente candidato para concorrer à vaga de diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) em substituição a Rodrigo de Rato, confirmou o vice-diretor do Departamento de Relações Internacionais do FMI Gerry Rice. Tosovsky, que atualmente é presidente do Instituto para Estabilidade Financeira do BIS, foi indicado, ontem, pela Rússia e irá enfrentar o indicado pelo governo francês, Dominique Strauss-Kahn, na disputa pelo cargo do FMI.

Até agora, esses são os dois candidatos confirmados pelo fundo para concorrer à vaga do diretor Rato que deixará o FMI em outubro. De acordo com Rice, as nomeações para candidatos ao cargo podem ser feitas até o próximo dia 31. "Após essa data, o corpo executivo do fundo irá convidar os candidatos para discussões em Washington". E irá se reunir rapidamente depois do dia 31 de agosto para discutir o processo e o calendário para aprovação do novo diretor, acrescentou Rice.

A candidatura de Tosovsky é vista como uma tentativa da Rússia em desafiar a tradicional divisão de poderes pela qual os EUA indicam um nome para o Banco Mundial e a Comunidade Européia, para o FMI. Na entrevista de hoje, Rice fez questão de enfatizar que "qualquer país que seja membro do FMI pode indicar candidatos para a vaga".