As exportações brasileiras para o Mercosul cresceram 4,4% no primeiro semestre, segundo o representante do bloco Ivan Ramalho. Em palestra no Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), Ramalho afirmou que o bloco latino-americano é “atenuante” dos problemas de comércio brasileiro.

Ramalho afirmou ainda que, enquanto no primeiro semestre o Brasil teve queda das exportações, o comércio com integrantes do Mercosul cresceu. Segundo ele, a baixa nas exportações chegou a 14% para Estados Unidos e 6,4% para a União Europeia.

“Mercosul é onde temos mais crescido nas exportações, chegando a 4,4%. Na Argentina, o crescimento foi de 9%, superior à China, de 8,5%”, destacou o representante do bloco. “Ou seja, o Mercosul não é parte do problema que o Pais enfrenta hoje no seu comercio exterior, pelo contrário, é atenuante.”

Ramalho declarou ainda que “o Brasil não é o único que tem prática de protecionismo” e que integrantes do Mercosul estão finalizando uma proposta para apresentar à União Europeia para concluir acordos bilaterais de comércio.