A Bolsa de Tóquio fechou em forte alta nesta quinta-feira, com a melhora da perspectiva de um recente acordo que pretende congelar a produção de petróleo, cuja tendência de desvalorização vem causando instabilidade nos mercados financeiros globais há vários meses.

O Nikkei, índice que reúne as ações mais negociadas na capital do Japão, avançou 2,28% hoje, a 16.196,80 pontos, eliminando a queda de 1,36% do pregão anterior.

Os preços do petróleo, que na sessão de ontem avançaram quase 5,6% em Nova York e saltaram mais de 7% em Londres, ampliaram ganhos nesta madrugada após o Irã declarar apoio ao acordo fechado por Arábia Saudita, Rússia, Venezuela e Catar, na última terça-feira, para limitar a produção da commodity aos níveis de janeiro.

Como resultado, ações ligadas a commodities se recuperaram e lideraram os ganhos no mercado japonês. Os destaques incluíram a exploradora de petróleo Inpex (+6,1%) e a JX Holdings (+6,3%), que atua na distribuição da commodity, além da empresa de comércio exterior Mitsubishi (+8,6%).

Os papéis da Sharp, por sua vez, subiram 6,4%, após o presidente da Foxconn, Terry Gou, comentar que a companhia pretende anunciar uma decisão sobre a tomada de controle da fabricante japonesa de eletrônicos em duas semanas. Fonte: Dow Jones Newswires.