A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta quarta-feira em terreno negativo, refletindo o movimento feito pelas ações do setor financeiro que se desvalorizaram após os ganhos registrados na sessão anterior.

Um dia após o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) anunciar que irá dobrar os incentivos desenhados para acelerar os empréstimos bancários, o índice Nikkei Composto recuou 0,5%, a 14.766,53 pontos. Ontem, o índice avançou 3,1%, maior ganho porcentual em seis meses.

Alguns indicadores econômicos divulgados nos Estados Unidos aumentaram a desconfiança em relação às perspectivas econômicas do país.

Na Bolsa de Tóquio, a realização de lucros prevaleceu entre as ações de incorporadoras, corredoras e de empresas do setor financeiro. Os papéis da Sumitomo Realty & Development caíram 2,4%, enquanto os do Credit Saison perderam 2,9%.

Também mereceu atenção dos investidores a ação da Bridgestone, que recuou 4,3%, depois que a companhia anunciou lucro líquido de 285 bilhões de ienes no ano fiscal encerrado em dezembro, abaixo das expectativas que apontavam para ganhos de 294 bilhões de ienes. Fonte: Dow Jones Newswires.