O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou na tarde desta quinta-feira, 15, que aprovou, em dezembro, de R$ 1,7 bilhão para 22 parques eólicos. Com isso, a instituição de fomento encerrou 2014 com R$ 6,6 bilhões em aprovações para novos projetos de geração eólica, equivalentes a 2.585,8 MW de potência instalada.

Segundo o BNDES, os empréstimos colocam o banco na liderança do financiamento ao setor e os novos projetos contribuem para “colocar o Brasil entre os cinco maiores investidores globais, tanto em energia eólica quanto em energia renovável de maneira geral”.

Os 22 parques eólicos cujos empréstimos foram aprovados em dezembro têm capacidade instalada de 590,4 MW, em três Estados do Nordeste (Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte) e no Rio Grande do Sul. Todos os projetos, segundo o BNDES, têm previsão de início de operação no primeiro semestre deste ano.