O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, que prometeu renunciar após o Parlamento aprovar o orçamento de 2012, almoçava com Mario Monti, o ex-comissário da União Europeia citado como seu potencial substituto. Berlusconi pode renunciar já na noite deste sábado, após a Câmara Baixa do Parlamento dar o aval final à proposta orçamentária de 2012 e às medidas de austeridade recomendadas pelas instituições europeias.

A maioria dos partidos italianos apoia Monti para assumir o posto de chefe do governo de unidade nacional. Ele é visto como um líder capaz de fechar as fendas em relação à crise do endividamento soberano que elevou o prêmio de risco do país. Mas Berlusconi e seu partido, a Liga Norte, ainda têm dúvidas sobre o apoio a Monti. As informações são da Dow Jones.