As reuniões de cúpula do Banco Central Europeu (BCE), do Fundo Monetário Internacional (FMI) e políticos alemães ontem em Berlim foram um passo importante para obtenção de progresso no apoio financeiro à Grécia, disse o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet. Negociações estão em andamento atualmente em Atenas e devem resultar em um “programa corajoso, compreensivo e convincente”, para ajudar o país altamente endividado”, afirmou Trichet.

“Do que mais precisamos nesse momento é de um forte senso de direção”, afirmou Trichet. Durante a Cúpula Econômica de Munique, Trichet afirmou que o Parlamento alemão deve esforçar-se para realizar as mudanças legais necessárias a fim de tornar os fundos disponíveis para a Grécia. “Minha mensagem (em Berlim ontem) foi de que um rápido procedimento parlamentar era altamente recomendado nas atuais circunstâncias”, disse.

Trichet comentou também que pediu aos governos europeus que mostrem forte senso de disciplina para preservar a confiança das pessoas. “Mas ajustes fiscais isolados não serão suficientes para garantir a sustentabilidade”, disse Trichet, apontando para a forte necessidade de reformas no bloco. “Precisamos definitivamente melhorar a eficiência da supervisão fiscal e das políticas econômicas. E conto particularmente com a Alemanha”, afirmou. As informações são da Dow Jones.