enkontra.com
Fechar busca

Economia

economia

BC vê algumas instituições aumentando juros no cheque especial

  • Por Estadão Conteúdo

O chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, afirmou nesta quarta-feira, 27, durante entrevista coletiva, que algumas instituições financeiras estão aumentando os juros no cheque especial. Isso ocorreu em fevereiro, quando a taxa média do cheque avançou 2,3 pontos porcentuais, para 317,9% ao ano. Esta é uma das taxas mais elevadas de todo o sistema.

Os juros do cheque especial, pelos dados do BC, vêm aumentando desde outubro. Já são quatro meses consecutivos de elevação, apesar da autorregulação implementada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) no ano passado.

Desde julho de 2018, os bancos estão oferecendo um parcelamento para dívidas no cheque especial. A opção vale para débitos superiores a R$ 200.

A expectativa da Febraban era a de que essa migração do cheque especial para linhas mais baratas acelerasse a tendência de queda do juro cobrado ao consumidor. Em junho de 2018, no entanto, antes do início da nova dinâmica, a taxa do cheque especial estava em 304,9% ao ano. Em fevereiro do ano passado, estava em 324,1% ao ano.

Apesar dessa dinâmica de juros, os saldos de crédito no cheque especial têm se mantido relativamente estáveis ao longo dos meses, próximos dos R$ 25 bilhões.

Para Rocha, isso é uma boa notícia. “O crédito rotativo, seja no cheque especial ou no cartão, é algo que não queremos ver crescer. É um crédito apenas para emergências”, afirmou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas