O fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 134 milhões em outubro, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). Em outubro, o fluxo financeiro registrou uma saída de US$ 2,002 bilhões. De acordo com o BC, a saída de recursos foi gerada porque as transferências para o exterior somaram US$ 29,268 bilhões e foram superiores aos ingressos no período, de US$ 27,266 bilhões.

Já a conta comercial acumulou entrada líquida de US$ 1,868 bilhão em outubro. Esse valor foi gerado porque os contratos de câmbio para exportação somaram US$ 21,552 bilhões e foram maiores que os US$ 19,684 bilhões obtidos com as importações.

Na primeira semana de novembro, o fluxo cambial permaneceu negativo. No período de 1º a 4 deste mês, o fluxo cambial registrou saída líquida de US$ 36 milhões. O fluxo financeiro na primeira semana ficou negativo em US$ 233 milhões, decorrente de vendas de US$ 3,693 bilhões e compras de US$ 3,460 bilhões. Já o fluxo comercial foi positivo em US$ 197 milhões (US$ 2,437 bilhões de exportações e US$ 2,240 bilhões de importações). De janeiro a novembro, até o dia 4, o fluxo cambial é positivo em US$ 68,128 bilhões.