O Banco Central da Rússia vai adotar outras medidas numa tentativa de estabilizar o mercado financeiro após o drástico aumento nos juros do país, afirmou nesta terça-feira o primeiro vice-presidente da instituição, Sergei Shvetsov, segundo a agência de notícias russa Interfax.

Na noite de segunda-feira, o BC russo anunciou a elevação da taxa básica de juros, de 10,5% para 17%, numa tentativa de conter a desvalorização do rublo em meio à queda dos preços do petróleo. A decisão teve efeito contrário no rublo, que atingiu novas mínimas históricas ante o dólar nesta manhã.

“Após a decisão de elevar juros, outras ações serão tomadas pelo banco central”, disse Shvetsov. Ele também comentou que a situação financeira na Rússia é difícil e similar à crise de 2008. Fonte: Dow Jones Newswires.