Um aumento repentino nas taxas de juros pode “afetar seriamente” o setor financeiro da Alemanha, alertou hoje o banco central do país, apelando ao setor bancário alemão que se prepare para a hipótese de juros mais altos.

Em relatório anual sobre estabilidade financeira, o Bundesbank aconselhou investidores que não sejam pegos de surpresa por ocorrências inesperadas, como mudanças em taxas de juros, em face do ambiente benigno na economia e nos mercados financeiros.

“Os bancos, particularmente, precisam se preparar para um aumento nas taxas de juros”, comentou Andreas Dombret, integrante do conselho do BC alemão responsável por supervisão bancária.

O Banco Central Europeu (BCE), que define as taxas de juros de toda a zona do euro, incluindo Alemanha, anunciou que começará a reduzir seu programa de compras de ativos a partir de janeiro, na primeira iniciativa para, mais adiante, elevar taxas de juros que estão em mínimas históricas.

A maioria dos investidores não espera que o BCE comece a elevar juros antes de 2019. Mas essa aposta poderá mudar caso a inflação na zona do euro volte a se fortalecer e a ultrapassar a meta do BCE, que é de taxa ligeiramente inferior a 2%, ou na eventualidade de choques econômicos.

“Ocorrências inesperadas, como um aumento repentino das taxas de juros ou a continuidade de juros baixos, podem ter sério impacto no sistema financeiro e afetar uma série de participantes do mercado”, alertou o Bundesbank. Fonte: Dow Jones Newswires.