O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou nesta quarta, 9, que tem certeza que a medida anunciada hoje pela agência de classificação de risco Standard & Poor’s, de rebaixamento da nota do País, será revertida à medida em que as condições econômicas do Brasil melhorem. Barbosa reafirmou em entrevista encerrada há pouco no Planalto, por várias vezes, que o governo segue trabalhando para melhorar as condições fiscais do País, que tragam crescimento e a geração de emprego porque isso que garante a solidez da política fiscal.

Indagado se a apresentação do orçamento com déficit motivou a decisão da S&P, Barbosa afirmou que o orçamento transparente é sempre correto e que o governo apresentou o orçamento com base no cenário macroeconômico esperado para o próximo ano e com base na legislação vigente do Brasil. “Estamos trabalhando em propostas para melhorar essa situação fiscal e vamos continuar trabalhando para buscar o resultado primário mais elevado”, disse.

O ministro admitiu que uma economia continental como a do Brasil, com 204 milhões de habitantes, a sétima do mundo, demora um certo tempo para responder às medidas adotadas pelo governo. “Mas as medidas estão em operação e novas medidas, se necessárias, serão tomadas.” Barbosa disse ainda que a reforma administrativa é outra medida para melhorar a gestão.