Representantes dos bancos oficiais e privados que operam com o crédito rural reuniram-se hoje no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, para analisar o fluxo da liberação dos R$ 21,7 bilhões destinados às linhas de financiamento do Plano Agrícola e Pecuário 2002/03.

No encontro, o coordenador-geral de Análise Econômica da Secretaria de Política Agrícola, Wilson Araújo, informou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) já emitiu as cartas circulares disciplinando as condições dos empréstimos para quatro novos programas do plano e um outro lançado no ano passado.