Brasília – O reajuste de 3,3% dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebem mais de um salário mínimo, só vai chegar ao bolso dos beneficiários em maio, quando o pagamento será efetivado. O índice, publicado ontem no Diário Oficial, desagradou os cerca de 8,1 milhões de segurados incluídos na medida. Eles queriam reajuste de 8,57%.

Pela legislação do País, aposentadorias e pensões superiores ao salário mínimo devem ser reajustadas anualmente com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A última variável do indexador foi publicada ontem e fechou março em 0,44%. Com isso, o índice encerrou o período de abril de 2006 a março deste ano em 3,3%. Isso representa apenas a correção da inflação do período e não contempla nenhum porcentual de aumento real.

Representantes do Sindicato dos Aposentados se encontram hoje com o ministro da Previdência Social, Luiz Marinho. Eles vão negociar aumento real, mas já admitem que isso dificilmente será concedido.