O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) reunirá responsáveis técnicos das entidades certificadoras credenciadas no Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) nos próximos dias 2 e 3 de outubro em Brasília. O objetivo é oferecer um curso de atualização sobre as novas regras do Sisbov, a partir da Instrução Normativa n.º 17.

Segundo Sergei Brener, coordenador do sistema de rastreabilidade, o curso dará oportunidade às certificadoras de uniformizar o entendimento quanto às novas regras e esclarecer dúvidas dos responsáveis técnicos, que serão multiplicadores das informações. O curso será no auditório do edifício sede do Mapa. Atualmente, cerca de 65 certificadoras são credenciadas no Sisbov.

Auditores

Ainda no mês de outubro, entre os dias 23 e 27, o Mapa promoverá, na Superintendência Federal de Agricultura de São Paulo, curso para fiscais federais agropecuários que atuam como auditores do Sisbov. ?O objetivo também é atualizar os profissionais sobre o novo sistema e formar novos auditores?, informou o coordenador.

A Instrução Normativa 17, que instituiu o novo Sisbov, foi publicada no Diário Oficial da União de 14 de julho. Os pecuaristas poderão aderir ao sistema até 31 de dezembro de 2007. A principal mudança é o cadastramento por propriedade e não mais por animais.

A adesão ao Sisbov é voluntária. No entanto, só as propriedades cadastradas no sistema poderão exportar para os mercados que exigem a rastreabilidade, entre os quais a União Européia (UE) e o Chile. A UE importa hoje cerca de 25% de total dos embarques brasileiros de carne bovina. ?Essa é uma exigência do mercado, e não do Ministério da Agricultura?, enfatizou.