Ao otimismo predominante no mercado financeiro brasileiro contrapõe-se uma avaliação de cautela relacionada ao longo prazo. Este é o cenário apresentado pelo ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga a investidores, em Nova York.

Atualmente, "o Brasil vive um boom inacreditável no mercado financeiro. A nova onda de investimento é excitante", afirmou Arminio Fraga, em evento da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. "É preciso ser cuidadoso para não ficar muito animado.

No médio prazo, Arminio Fraga afirma não ver riscos no horizonte mas acredita que eles podem existir no longo prazo. "O crescimento médio nos últimos anos, apesar do bom ambiente internacional, tem sido baixo. Fazer negócios no Brasil ainda é difícil", disse o ex-presidente do Banco Central.

O economista também ressaltou para a platéia que "as leis trabalhistas são um problema, nossa infra-estrutura está atrás da curva, há risco de falta de energia elétrica nos próximos anos e o sistema de tráfego aéreo é uma bagunça".

Arminio Fraga ainda classificou como "um problema muito sério" o nível dos gastos do governo federal e disse que o setor merece atenção. Ele reconhece que os riscos enumerados não são imediatos, mas reiterou que "há riscos no longo prazo e nós não podemos ignorá-los".