enkontra.com
Fechar busca

Economia

economia

Aluguel residencial e condomínio pressionam gasto com Habitação, diz IBGE

  • Por Estadão Conteúdo

Embora a conta de luz tenha ficado um pouco mais barata em janeiro, as famílias gastaram 0,24% mais com Habitação. O aumento foi puxado pelos avanços nos gastos com itens aluguel residencial (0,42%) e condomínio (0,77%). Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados nesta sexta-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A energia elétrica ficou 0,13% mais barata em janeiro, após já ter recuado 1,96% em dezembro. A queda foi influenciada pela redução de 8,24% no município de Rio Branco.

“Teve reajuste em Rio Branco em 13 de dezembro. Esse reajuste foi suspenso pela Justiça em 3 de janeiro, e voltou em 29 de janeiro. Além disso, ainda teve redução de imposto em Rio Branco”, explicou Pedro Kislanov da Costa, analista do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

Em janeiro, permaneceu em vigor a bandeira tarifária verde, na qual não há cobrança adicional por quilowatt-hora consumido.

Ainda em Habitação, o gás encanado subiu 3,53%, em função do reajuste de 7,20% na tarifa no Rio de Janeiro.

Já a taxa de água e esgoto aumentou 0,31%, refletindo os reajustes de Porto Alegre, Campo Grande e Rio de Janeiro.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas