O pesquisador da Fundação Getulio Vargas (FGV) Paulo Picchetti informou ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, que o indicador de difusão do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) da segunda quadrissemana do mês (últimos 30 dias terminados em 15 de abril) chegou ao nível de 64,41%. O resultado foi superior ao de 62,35% observado na primeira leitura do mês (últimos 30 dias encerrados em 7 de abril). Na segunda quadrissemana de março (30 dias terminados no dia 15 do mês passado), o número havia sido mais expressivo, de 70,88%.

A medida do indicador de difusão representa o porcentual de preços de itens em alta do IPC-S, que é coordenado por Picchetti. O índice de inflação da FGV abrange sete capitais do País: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife. Na segunda leitura de abril, o IPC-S apresentou taxa de inflação de 0,93% ante alta de 1,22% na primeira medição do mesmo mês. A variação positiva na segunda quadrissemana de março havia sido de 1,49%.