Os alimentos ficaram mais baratos na porta de fábrica pela terceira vez no ano, segundo dados do Índice de Preços ao Produtor (IPP) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira, 28. A atividade de produtos alimentícios teve queda de 0,40% nos preços em abril, após já ter recuado 0,06% em março. A exceção entre os resultados do ano foi fevereiro, quando os preços subiram 0,56%.

Como resultado, os alimentos já estão 1,42% mais baratos na porta de fábrica nos primeiros quatro meses de 2014. No entanto, a atividade ainda registra aumento de 10,90% em relação a abril de do ano passado.

Na passagem de março para abril, o óleo de soja refinado ainda teve impacto de alta, mas o aumento do produto foi compensado por recuos nos preços de resíduos da extração de soja, sucos concentrados de laranja e açúcar cristal.