O Ministério das Finanças da Alemanha negou neste domingo informações da revista semanal Der Spiegel, de que a Grécia deveria receber entre 20 bilhões de euros e 25 bilhões de euros em ajuda dos países europeus.

Segundo o porta-voz do Ministério, as informações não têm fundamento. “Não há nenhuma decisão nesse sentido no Ministério das Finanças”, afirmou o porta-voz Martin Kreienbaum, em mensagem eletrônica.

Em artigo antecipado para ser publicado na edição desta segunda-feira, o Der Spiegel afirma que os países poderiam contribuir com base em sua participação no Banco Central Europeu (BCE).

Para a Alemanha, isso corresponderia a cerca de 20% do montante total a ser concedido à Grécia ou cerca de 4 bilhões de euros a 5 bilhões de euros. A revista diz ainda que parte da ajuda seria em forma de crédito e outra parte por meio de garantias de Estado. A contribuição alemã seria feita por meio da agência de crédito federal KfW, diz a revista. As informações são da Dow Jones.