O Brasil liderará o aumento da produção de petróleo em 2014 entre os países de fora da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). A previsão foi divulgada nesta quinta-feira, 11, pela Agência Internacional de Petróleo (AIE). Ao todo, os projetos que devem ser inaugurados até o fim do próximo ano devem adicionar capacidade de extração total de até 620 mil barris/dia ao País.

Em levantamento mensal sobre o mercado de petróleo, a AIE fez um estudo sobre as perspectiva de aumento da produção até o fim de 2014. No levantamento, a entidade destaca o aumento da extração de petróleo nos Estados Unidos em 2013 e prevê “uma forte contribuição do Brasil em 2014 após um desempenho modesto em 2013”.

A AIE destacou os projetos que começarão a produzir entre o terceiro trimestre de 2013 e novembro de 2014: Sapinhoá (com capacidade de produção de 150 mil barris), Roncador (180 mil barris), Papa Terra (140 mil barris) e Cernambi (150 mil barris). A capacidade total prevista é de 620 mil barris por dia, a ser atingida em alguns anos. Por isso, o impacto na produção do Brasil será gradual.

Pelos cálculos atualizados da AIE, o Brasil deve terminar o ano de 2013 com produção média de 2,17 milhões de barris de petróleo por dia, pouco a mais que a média de 2,16 milhões de barris observada no ano passado. Para 2014, a média cresce de maneira mais visível e deve atingir 2,38 milhões de barris por dia. Ou seja, devem ser adicionados 210 mil barris por dia até o fim de 2014.

Ainda segundo a AIE, o Brasil produziu média de 2,13 milhões de barris por dia em junho de 2013 e de 2,09 milhões de barris diários em maio.