Brasília (ABr) – O chanceler brasileiro, Celso Amorim, e o ministro das Relações Exteriores da Argentina, Rafael Bielsa, assinaram um acordo ontem que será apresentado aos presidente do dois países, propondo ?a atualização e aceleração da relação bilateral? entre os dois países. O acordo prevê para o dia 30 de novembro deste ano, Dia da Amizade entre Brasil e Argentina, a assinatura de protocolos que incluirão questões estratégicas, relacionados, principalmente, à cooperação nuclear e especial, integração produtiva, cooperação militar, infra-estrtura, energia e cooperação fronteiriça.

Durante entrevista coletiva à imprensa, Amorim disse que essa foi uma preparação para uma grande virada no futuro nas relações com a Argentina. ?Isso não quer dizer que as relações não sejam boas. Elas são boas, mas têm problemas como qualquer relação intensa. As idéias que discutimos demonstram que teremos uma verdadeira aceleração da nossa integração e um aprofundamento da nossa parceria.?

O ministro da Argentina disse que o que os dois países ?têm para o futuro não é uma promessa, é simplesmente um compromisso de trabalho? e ambos ?devem fazer um grande esforço para passar do vôo das idéias para aterrissar nos fatos?.

Essa foi a primeira visita oficial do ministro argentino ao Brasil, que foi condecorado com a Ordem do Cruzeiro do Sul no grau de Grã-Cruz.

Depois do encontro com o ministro Celso Amorim, Bielsa seguiu para uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ministro argentino voltou ontem à tarde para a Argentina.