As vendas reais dos supermercados em 2011 devem crescer 4% em relação ao ano passado, segundo o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumo Honda. O dirigente destacou que a alta dos preços das commodities agrícolas deve continuar afetando o volume das vendas em 2011. “Neste ano, as vendas não serão ruins, mas refletirão um crescimento menor do emprego e da renda”, acrescentou Honda, em entrevista a jornalistas.

Segundo ele, a alta de 4,2% das vendas no acumulado de 2010 ante 2009, resultado abaixo da última previsão divulgada pela entidade, entre 4,4% e 4,5%, foi resultado da alta dos preços a partir de setembro. Em dezembro ante novembro, os preços dos 35 produtos mais consumidos nos supermercados subiram 2,19%. Honda ressaltou que a alta afetou o volume das vendas, sobretudo entre a classe C.