A intenção de investir permanece baixa entre empresários da indústria de materiais de construção. Em setembro, apenas 57% manifestaram intenção de fazer investimentos nos próximos 12 meses. O nível é igual ao de agosto e está abaixo dos 67% de setembro de 2013. Os dados fazem parte de pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 02, pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

O nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) da indústria atingiu 80% em setembro, ante 78% em agosto e 83% no mesmo mês do ano passado. O levantamento mostrou também que apenas 11% dos empresários do setor consultados em setembro se disseram otimistas em relação às ações do governo federal. Outros 51% se consideram indiferentes, e 37%, pessimistas.

Em relação às vendas no mercado interno, 49% dos empresários esperam vendas regulares neste mês, enquanto 37% acreditam que os negócios serão bons, e 14%, ruins. “As expectativas de vendas da indústria indicam que não haverá reversão na queda de vendas do setor esperada para o ano”, afirmou, em nota, Walter Cover, presidente da Abramat. Segundo ele, todos os segmentos de mercado de materiais de construção continuam em ritmo lento em função dos altos juros, da falta de crédito e do pessimismo em relação à economia, além do movimento crescente das importações.