Foto por: Karim Jaafar

O capitão da seleção brasileira, Lúcio, criticou a escolha, por parte da Fifa, do craque português Cristiano Ronaldo como o melhor jogador do confronto em que as duas equipes empataram, sem gols, nesta sexta-feira, em Durban, classificando-as para as oitavas de final da Copa da África do Sul-2010.

O técnico brasileiro, Dunga, por sua vez, informou que o jogador de maior destaque em campo foi o próprio Lúcio.

“Se escolheram Cristiano Ronaldo é porque (os analistas da Fifa) devem ter visto alguma coisa, mas eu teria ficado com Lúcio pela importância que teve para a nossa equipe”, disse o treinador.

Para o zagueiro Lúcio, “foi uma coisa da Fifa. Todos sabemos que Cristiano Ronaldo é um grande jogador, mas no futebol parece que não há justiça”.

Brasil e Portugal empataram por 0-0, em Durban, no terceiro e último jogo do Grupo G e, com esse resultado, o camisa 11 sul-americano acabou como líder da chave com 7 pontos, enquanto Portugal (5) passou para as oitavas em segundo lugar.

Para trás ficou a Costa do Marfim (4), eliminada apesar de vencer por 3-0 a Coreia do Norte (0) na rodada.

Os portugueses só corriam o risco de ficar de fora com uma combinação de resultados pouco realista (uma derrota e uma goleada marfinense), razão pela qual apostaram pelo menos em reter um ponto diante dos pentacampeões.

Cristiano Ronaldo acordou no segundo tempo, comandando alguns contraataques e acabou sendo escolhido como o homem do jogo.

Muitos jogadores da seleção brasileira concordaram nesta sexta-feira em que Portugal mostrou um esquema totalmente defensivo para conseguir o empate.

Os adversários de Brasil e Portugal sairão do Grupo H (Chile, Espanha, Suíça e Honduras), que se definem também nesta sexta-feira.