São Paulo – A proprietária da butique de luxo Daslu, Eliana Tranchesi está depondo na Justiça Federal, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliana chegou às 14h40, entrou no prédio onde funciona a Justiça Federal escoltada por sete seguranças. Pela manhã, o irmão dela, Antonio Carlos Piva de Albuquerque, sócio da Daslu, depôs durante três horas e meia. Segundo o advogado de ambos, Antonio Claudio Mariz de Oliveira, a butique compra os produtos que vende diretamente de importadores e os sócios desconheciam qualquer irregularidade na importação desse produto. "As compras eram feitas com os produtos já nacionalizados pelas importadores " alega o advogado Mariz.

Eliana em seu depoimento, disse que não se recordava de ter feito alguma importação direta das grifes estrangeiras. Na denúncia feita pelo Ministério Público Federal, Eliana e o irmão são acusados juntamente com cinco pessoas ligadas a importadora, de subfaturarem produtos importados para driblar o fisco.