Os bancos venderam os excessos de dólares em caixa e, lentamente, voltam para o país o dinheiro remetido para fora antes das eleições. O resultado: a terceira queda consecutiva do dólar e a menor cotação em seis semanas, além da consolidação da tendência de baixa.

A moeda norte-americana fechou hoje a R$ 3,60 para venda e R$ 3,595 para compra, em queda de 0,82%, o menor valor desde 23 de setembro, quando foi vendida a R$ 3,57. Enquanto isso, o risco Brasil caia 2,70% para 1.691 pontos. A Bolsa de Valores de São Paulo fechou o último dia da semana em pequena queda, de 0,27%, movimento de R$ 603 milhões e 10.140 pontos.