O comportamento externo favorável contribui para a desvalorização do câmbio. No mercado internacional, as bolsas européias operam em alta e diminui a tensão em torno do impasse geopolítico entre o Irã e o Reino Unido. Há a perspectiva de uma resolução pacífica no conflito entre os dois países, envolvendo o episódio dos 15 marinheiros britânicos presos pelo Irã.

Segundo analistas, uma baixa mais expressiva do câmbio tende a ser limitada porque o dólar já está no menor nível dos últimos seis anos em relação ao real. É esperar para ver.

Desde a abertura, a moeda norte-americana opera em queda, retomando o patamar registrado em março de 2001, quando o dólar chegou a valer R$ 2,034 no mercado interbancário (dólar comercial). Na mínima, a moeda atingiu R$ 2,037. Porém, às 11h40 o dólar comercial recuava 0,39%, a R$ 2,040. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar perdia 0,42%, cotado a R$ 2,038. A mínima até o momento foi de R$ 2,036.