O goleiro brasileiro Dida, do Milan, que defendeu três pênaltis na decisão da Copa dos Campeões contra a Juventus de Turim, ontem, preferiu repartir a glória pela atuação com os companheiros. Depois de empate por 0 a 0 no empo normal e na prorrogação, o Milan venceu nas penalidades, 3 a 2. Graças às defesas de Dida, o Milan conquistou o sexto título da Copa dos Campeões de sua história. Como vencedor europeu, o Milan decidirá o Mundial interclubes contra o campeão da Taça Libertadores da América. A decisão acontecerá na cidade japonesa de okohama, em dezembro. Dida, 29, defendeu os pênaltis dos uruguaios Marcelo Zalayeta e Paolo Montero e do francês David Trezeguet.