Um desmoronamento nas paredes de um poço provocou o soterramento de dois operários, que trabalhavam a 23 metros de profundidade, em Arapongas. Pedras de até 200Kg obstruíam o acesso e dificultavam a retirada dos jovens de 22 e 24 anos. Um especialista no rompimento de pedras foi convocado para auxiliar no trabalho que se estendeu até às 23h, quando o último operário foi retirado. 

O Corpo de Bombeiros foi chamado e logo constataram a gravidade da situação. Os operários estavam com água pela cintura e o nível subia rapidamente. Uma motobomba foi instalada para drenar a água e roupas de mergulho foram dadas aos operários para evitar o risco de uma hipotermia. O salvamento foi complicado, pois havia risco de novos desabamentos.

Os rapazes foram resgatadas com vida e estão internadas no Hospital Regional João de Freitas. Adilson Vitor, de 22 anos sofreu trauma abdominal e fratura de fêmur e José Carlos Firmino, de 24, além da hipotermia, teve contusão pulmonar e fraturou o dedo mínimo.