deputado Professor Luizinho (PT-SP) presta depoimento, neste momento, na sede da Polícia Federal em Brasília. O deputado aparece como um dos sacadores das contas do empresário Marcos Valério no Banco Rural.

Em entrevista coletiva no mês passado, Professor Luizinho disse que o dinheiro havia sido pedido por seu assessor, José Nilson dos Santos, ao então tesoureiro do PT, Delúbio Soares. O dinheiro teria sido usado para pagar despesas de campanha de vereadores em diversos municípios de São Paulo.

Ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Nelson Jobim, determinou a suspensão da tramitação da medida disciplinar contra seis dos sete parlamentares do PT citados no relatório parcial das comissões parlamentares mistas de inquérito dos Correios e da Compra de Votos até o julgamento final do mandado de segurança. O Professor Luizinho está entre eles.