Fazer um detox, ao contrário do que o senso comum faz achar, não acontece de fora para dentro. Trata-se de uma ação do próprio organismo, desenvolvida por órgãos como o intestino, o fígado, os pulmões, rins e até mesmo pela pele. Mas você pode ajudar o próprio corpo nesse processo.

Alimentos saudáveis, especialmente as frutas, verduras e legumes, podem favorecer o processo de desintoxicação e o consumo deve ser reforçado em épocas como o pós-Carnaval, quando o corpo foi exigido ao extremo.

Dos itens indispensáveis para esse processo, não se esqueça das fibras, encontradas em frutas como a maçã, em farinhas e grãos integrais. Além de ajudarem na saciedade, auxiliam o intestino na eliminação das fezes.

Também favoreça a ingestão de alimentos diuréticos, como pepino, chá de cavalinha e cabelo de milho, alcachofra, melão, melancia, cenoura e alface.

Coloque na lista de compras

Para ter uma verdadeira alimentação “detox”, inclua nas receitas os seguintes alimentos:

Vegetais folhosos: agrião, espinafre, rúcula, couve, alface, alcachofra;
Hortaliças: cenoura, pepino, salsão e salsa;
Termogênicos: gengibre, pimenta;
“Temperos”: hortelã, manjericão, erva cidreira e capim santo;
Frutas cítricas: abacaxi, laranja, maracujá, limão;
Outras frutas: morango, amora, maçã, melancia, melão;
Chás: cavalinha, chá verde, cabelo de milho.

E evite os seguintes

Embora todas as frutas e verduras tenham benefícios à saúde, algumas podem prejudicar os resultados esperados de uma dieta detox. Frutas como banana, manga e uva tem alta densidade calórica e uma concentração maior de açúcares.

Nessa lista também entram alimentos industrializados e as embalagens, fontes de toxinas. Sejam elas feitas de plástico ou isopor, os recipientes onde estão os alimentos podem contaminá-los, através da migração de substâncias e elementos.